Angela Almeida

 

O CEGO

Não nos é surpreendente que tantos fotógrafos tenham feito fotos de cegos: André Kertész, Garry Winogrand, Lewis Hine, Walker Evans, Ed Clark, Ben Shahn, Bruce Davidson, August Sander. Ao contrário de Extérieur Nuit, de Jane Evelyn Atwood, e desta imagem apresentada por Marcelo Buainain, o comum entre todos é que os cegos são pedintes e estão nas ruas. Paul Strand também fotografou uma cega e argumentou que sentia que um fotógrafo poderia captar uma característica essencial se a pessoa não soubesse que estava sendo fotografada. Talvez a invisibilidade seja mesmo o grande desejo de boa parte dos fotógrafos.

Click to zoom

Buainain viaja à Índia e dentro de uma instituição nos resgata essas duas jovens cegas. O rosto de uma delas (da direita) nos passa a impressão que ainda estar perplexa com o mundo ou talvez já enfadada com o seu destino.

Porém a delicadeza como ela posa sua mão na grade pode nos fazer pensar como ela:  A terra é esverdeada e ilumina gradualmente a minha memória em qualquer lugar menos infeliz da minha infância onde uma árvore sem folhas estava coberta de garças brancas (nessa época eu via um pouco) e aquele rapaz me olhava. Ele gostava de olhar para mim, eu gostava de olhar para ele. Hoje vivo pelo toque daquelas mãos e se vez por outra sorrio é por causa dele.

 Angela Almeida é pesquisadora brasileira na área das artes visuais.