testemunhos

Se fotografar é escrever com a luz, nada mais natural do que interpretar uma foto, ler uma imagem.

A fotografia capta um instante; um momento; uma paisagem; um rosto. Um ou muitos personagens.

A fotografia apreende tanto o discurso quanto o silêncio. E, ao fazê-lo, ela não apenas cria, como narra uma história.

Como todo texto, a fotografia só existe, e se completa, quando exposta a novos olhares, a novas perspectivas e a novas expectativas, além daquelas originais do fotógrafo-autor.

É o espectador quem conclui um ciclo – que reproduz o instante ao infinito.

Para traduzir essas imagens em palavras, convidamos amigos para descrevê-las, para interpretá-las, para, através de suas impressões verbais, realizarmos essa nova comunhão, entre a Luz e a Palavra.

O Cego

click for more

click for more

por Angela Almeida

 

" O rosto de uma delas (da direita) nos passa a impressão que ainda estar perplexa com o mundo ou talvez já enfadada com o seu destino... "

 

Angela Almeida- Jornalista, doutora em Ciências Sociais, profª da UFRN e artista plástica. Autora de alguns livros, desenvolve uma pesquisa sobre  Estética do Sertão e tem experiência na área de curadoria e criação cenográfica para exposições e museus.

Source: www.buainain.com/angela-almeida/