José Eduardo Agualusa

O ÍNDIO

Click to zoom

Não é um índio. É o Índio – todos os índios martirizados ao longo dos séculos. Não é um índio – é o nosso próprio rosto reflectido no espelho do futuro. Não é um índio – é aquele homem que Caetano disse que desceria do céu num objeto resplandecente, e as coisas que nesse momento revelará aos povos, “surpreenderá a todos, não por ser exótico, mas pelo fato de poder ter sempre estado oculto, quando terá sido óbvio”. Não é um índio, pois, é um discurso de amor, e de perdão, da floresta e dos povos da floresta. Vamos olhar este rosto – ou vamos desviar os olhos?

José Eduardo Agualusa é escritor angolano